CADA UM COM SEUS PROBLEMAS

2015/01/img_0697.jpg

Gestão pública é um tema desafiador em qualquer lugar do planeta. Organizar a vida da sociedade em espaços urbanos gerindo recursos, geralmente escassos, e respondendo à expectativas, geralmente abundantes, não é tarefa fácil.
A abordagem realizada a seguir é prova concreta do tamanho deste desafio, mesmo quando se trata de um local desenvolvido considerado um altíssimo índice de qualidade de vida.
Na Suécia, em média 4% do lixo produzido vai para os aterros sanitários, os outros 96% são cuidadosamente separados pelas famílias e recolhidos para destinação de reciclagem e geração de energia.
O sistema funciona de forma tão perfeita que acabou gerando um problema inusitado. A capacidade instalada no país para geração de energia está acima da quantidade de lixo que as pessoas geram, ou seja, está faltando lixo! E o problema não é um problema qualquer. A ociosidade do sistema gera prejuízo aos cofres públicos e sem falar que a energia advinda do lixo é de fato utilizada para consumo comum das casas, portanto, é preciso garantir a produção, que depende de mais lixo.
O caminho mais viável para resolver este desafio de gestão pública foi importar lixo. Isso mesmo! A Suécia compra da sua vizinha Noruega cerca de 800 toneladas de lixo todo mês para manter a capacidade geradora de energia em níveis aceitáveis.
Fazendo uma reflexão comparativa com a realidade brasileira, com o auxílio luxuoso de um cafezinho, é bem provável a conclusão de que existem uns problemas melhores do que outros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s